O poderoso óleo de Linhaça

Alimentos nutraceuticos são aqueles nutrientes que possuem ações especiais sobre as células, tecidos e órgãos, eles agem estimulando a função destas estruturas, muito semelhante a uma ação farmacológica, e o óleo de linhaça é um desses alimentos.

A linhaça é a semente do linho (Linum Usitatissimum), ela é usada na culinária e até na industria cosmética, o óleo de linhaça, é rico em Ómega 3 e Ómega 6, a presença balanceada entre o Ômega 3 e o Ômega 6 permite a produção das prostaglandinas, que são corpos biologicamente muito ativos e importantes que agem como removedoras do excesso de sódio nos rins, diminuindo assim a retenção de líquidos, o que alivia os sintomas do período pré-menstrual. A alta taxa de Ômega 3 faz da linhaça um alimento de caráter preventivo à saúde, sendo um importante agente antioxidante e renovador celular.

A semente de linhaça é da categoria das Herbácias e a relatos antigos datados do ano de 5000 A.C. na Mesopotâmia que mostram desenhos de sementes nas tumbas de faraós, originária da Ásia hoje ela é usada em todo o mundo.

O óleo da linhaça é um ácido graxo essencial que oferece vários benefícios à saúde, incluindo um bom metabolismo de gordura, produção de energia, regulação de funções celulares e cicatrização de tecidos e machucados, tem propriedades preventivas e compostos antioxidantes e anticancerígenos, estes ácidos graxos auxiliam também na prevenção de doenças cardiovasculares reduzindo o LDL (colesterol ruim cialis viagra levitra comparrison) e impedindo seu acúmulo nas artérias. Na composição da semente de linhaça também estão  presentes proteínas, fibras, vitaminas e minerais, que lhe conferem a propriedade de alimento funcional, melhora ainda o funcionamento intestinal, contribui para a estabilidade da glicemia em diabéticos e possui propriedades antioxidantes que retardam o envelhecimento celular.

Além disso, a linhaça é a maior fonte de lignanas, um fitoesteróide que “imita” a ação do estrógeno, na menopausa esta lignana é muito importante pois ela é um agente natural de reposição de hormônios, A lignana “engana” os receptores de estrógeno e se acopla a eles, mas como é um óleo natural os fitoesteroides têm uma ação fraca em relação ao estrógeno não tendo assim ação negativa sobre o tecido mamário, Sendo assim, a lignana é uma substância importante na prevenção do câncer de mama, por neutralizar a ação do estrógeno sobre esse tecido. O consumo em excesso deve ser desencorajado pois há relatos de indução de icterícia e reações exantemáticas.

O óleo de linhaça é extraído da semente inteira, usando métodos de extração a frio, desenvolvidos especialmente para este fim. O produto obtido pode ser comercializado de duas formas: engarrafado, para ser usado em saladas ou pratos frios ou em cápsulas gelatinosas, utilizadas como suplementação de ômega 3. É importante ressaltar que algumas propriedades funcionais da linhaça são encontradas na casca e portanto não estão presentes quando somente o óleo é ingerido.

Por: Gustavo Lazaro
CRN 3 – 22734
Nutricionista Esportivo